Infográficos

Termômetro Olímpico – 06/08

Veja quem se destacou e quem deu vexame neste dia de Jogos Olímpicos

  • -A
  • +A

Termômetro olímpico
Federer Vice-campeão mundial nas argolas no ano passado, Arthur Zanetti deu um show de técnica e concentração para conquistar a primeira medalha e o primeiro ouro da ginástica brasileira na Olimpíada. O paulista, que deliberadamente optou por uma série mais simples nas eliminatórias para “despistar” os adversários e não ser o primeiro a se apresentar na final, marcou 15.900, 0.100 a mais que o chinês Yibing Chen, que havia sido ouro em Pequim 2008 e é o atual tetracampeão mundial.
Yohan Blake O boxe brasileiro, que não conseguia uma medalha olímpica desde Servílio de Oliveira em 1968, garantiu duas de uma só vez já que o esporte tem espaço para dois terceiros colocados por categoria. Primeiro, com Adriana Araújo atingiu a semifinal entre as lutadoras de até 60 kg. Depois, foi a vez de Esquiva Falcão na categoria até 75 kg. Os dois voltam ao ringue ainda esta semana para definir em que lugar do pódio eles vão subir.
Kobe Bryant Em uma partida onde perder era melhor, já que daria direito a um caminho teoricamente mais tranquilo até o pódio, a seleção brasileira de basquete masculino mostrou ética e seriedade ao se esforçar para bater a Espanha por 88 a 82. Os espanhóis, aliás, entraram no último quarto vencendo, mas estranhamente começaram a errar demais e se esforçar de menos, conquistando aquilo que o jornal “Mundo Deportivo” classificou de “doce derrota”.
Neymar Campeão olímpico dos 400 m com barreiras em Atenas 2004, o dominicano Felix Sánchez não havia levado ouro em nenhuma grande competição desde então. Em Londres 2012, porém, ele se superou e surpreendeu a todos levando o bi aos 34 anos. Impressionado com o próprio feito, ele não segurou as lágrimas desde o fim da prova até receber a medalha dourada.
Juliana e Larissa Depois dos fracassos nos Mundiais de 2009 e 2010, era difícil imaginar que Yelena Isinbayeva, recordista mundial do salto com vara, iria perder o tri olímpico em Londres. Pois aconteceu: desconcentrada, ela não conseguiu superar os 4,75 m e teve que se contentar com a medalha de prata na Inglaterra.
Bernardinho Tudo bem que do outro lado da quadra estavam os alemães Reckermann e Brink, terceiros colocados no ranking mundial... Porém, os brasileiros Ricardo e Pedro Cunha, vice-campeões mundiais, jogaram muito mal e caíram nas quartas de final do vôlei de praia nas Olimpíadas de Londres. O Brasil, porém, ainda possui duas chances de medalha no esporte, já que Juliana/Larissa e Emanuel/Alisson estão na semifinal.
Ginástica feminina do Brasil O judoca americano Nicholas Delpopolo foi o primeiro atleta a ser pego em um exame antidoping realizado durante as Olimpíadas de Londres. Ele, que não subiu ao pódio na categoria até 73 kg, consumiu maconha. A desculpa dada pelo atleta foi, no mínimo, interessante: a substância 11-nor-9-carboxi-delta-9-tetrahidrocannabinolestaria em um brownie que ele comeu inadvertidamente.