Notícias

Emanuel não descarta disputar sexta Olimpíada aos 43

  • -A
  • +A
Agência Estado

Emanuel participou em Londres de sua quinta Olimpíada, mas não descarta participar mais de uma edição dos Jogos, em 2016, no Rio de Janeiro, quando teria 43 anos. Após a derrota na decisão diante dos alemães Brink e Reckermann, nesta quinta-feira, o "atleta do século" - nomeação concedida pela Federação Internacional de Vôlei - deixou em aberto a possibilidade de prolongar sua carreira nas praias, que já dura mais de duas décadas.

"Eu gosto muito de olimpíadas, é um prazer representar meu país, mas não sei o que vai acontecer. Por enquanto, vou curtir muito essa medalha (de prata) com o Alison, porque foi produzida com muito trabalho", disse Emanuel, em entrevista ao SporTV, logo após a cerimônia de premiação na Arena Horse Parade.

Com a derrota diante dos alemães, Emanuel perdeu a oportunidade de entrar para a seleta lista de brasileiros bicampeões olímpicos, que conta com Adhemar Ferreira da Silva (atletismo), Robert Scheidt (vela), Torben Grael (vela), Marcelo Ferreira (vela), Giovane (vôlei) e Maurício (vôlei). "Não esperávamos a prata e lutamos até o fim pelo ouro, fomos guerreiros. Mas numa final como essa qualquer resultado vale", afirmou.

Alison e Emanuel tiveram duas chances de fechar o primeiro set, mas tomaram a virada e perderam por 23 a 21. Ganharam facilmente a segunda parcial e chegaram a evitar quatro match points no tie-break, mas não conseguiram evitar a derrota. Ainda assim, os dois não exibiram abatimento no pódio: brincaram com a torcida e sorriram para os fotógrafos. "O trabalho foi bem feito, isso foi mais um importante", disse Alison.

Quadro de Medalhas

Últimas Notícias

Agora na Record

Facebook