Esportes

  • -A
  • +A
SALTO_ORNAMENTAL

Saltos ornamentais

Os atletas saltam de trampolins flexíveis ou de plataformas fixas em uma piscina, fazendo acrobacias e obtendo pontos conforme o grau de dificuldade de cada salto. Em competições de alto nível, como Olimpíadas e Mundiais, os graus de dificuldade variam de 2,0 a 3,8. Nas Olimpíadas, são disputadas as provas de trampolim de 3 metros e plataforma de 10 metros, no masculino e no feminino, individual e sincronizado. Nas competições masculinas, são seis saltos por atletas, e nas femininas, cinco.

Em cada salto, cinco juízes dão as notas para as competições individuais. A nota mais alta e a mais baixa são eliminadas e soma-se as três notas restantes. Essa soma é multiplicada pelo grau de dificuldade do salto para chegar à pontuação final de um salto. Nas provas sincronizadas, as notas são divididas em sincronia e execução, com cinco juízes em cada quesito. Antes da competição, o atleta tem que mandar uma lista com os saltos que vai executar.

Existem mais de 90 tipos de saltos e, se o saltador fizer uma acrobacia diferente da anunciada, a nota é zero. Os dois primeiros saltos são da série obrigatória, com grau de dificuldade até 2 pontos, enquanto os outros são da série livre.
 
Estilos de salto 
• Esticado: corpo reto, pés e pernas juntos e pontas dos pés esticadas
• Carpado: flexionado na cintura, com pernas e pés estendidos
• Grupado: flexão dos quadris e dos joelhos

Créditos: Adalberto Leister Filho, Karina Rodrigues e Guilherme Costa, do Núcleo Olímpico da TV Record