Esportes

  • -A
  • +A
GINASTICA_ARTISTICA

Ginástica artística

A ginástica artística, que distribui 14 medalhas de ouro, baseia-se na evolução técnica de diversos exercícios físicos. Barra fixa, paralelas, cavalo com alças, salto, argolas e solo são as provas masculinas. As mulheres disputam exercícios de solo, salto, paralelas assimétricas e trave. As notas são dadas da seguinte maneira: a soma da nota de partida (geralmente entre quatro e sete) com a nota de execução (sempre partindo de 10). A nota de partida é anunciada pelo atleta, de acordo como que irá apresentar, antes de começar a competição.

No primeiro dia da disputa, cada país é representado por cinco atletas e apenas os quatro melhores resultados são válidos em cada um dos aparelhos. As oito melhores equipes se classificam para a final. Também no primeiro dia, na mesma apresentação, são definidos os 24 finalistas do individual geral (soma de todos os aparelhos) e os oito finalistas em cada um dos aparelhos. O limite é de dois por país em cada final.

São seis aparelhos no masculino e quatro no feminino:

Argolas: o aparelho mais difícil do masculino, fica a 2,55 m do chão. Na maioria das acrobacias, os atletas devem ficar parados por pelo menos 2 segundos. Além disso, as argolas precisam ficar paradas em toda a execução da série.
Paralelas assimétricas: disputada por mulheres. Tem duas barras, uma de 2,30 m e outra de 1,50 m. As atletas começam a apresentação com ajuda do impulso de um trampolim e executam acrobacias mais complicadas na saída da apresentação.
Barra fixa: disputado só entre os homens, o ginasta precisa manter-se em movimento, realizando uma série de acrobacias a 2,55 m de altura.
Paralelas: disputada só entre os homens, o atleta não pode executar um movimento em que as duas mãos toquem a barra ao mesmo tempo.
Cavalo com alças: disputado no masculino. O atleta só pode tocar no aparelho, de 1,60 m de comprimento, com as mãos. A maioria dos movimentos é feita em círculos, e o mais tradicional é a tesoura, em que o pé do atleta passa dos 2 m de altura.
Salto: o ginasta pode correr até 25 m até chegar ao aparelho, que tem 1,25 m de altura no feminino e 1,35 m no masculino. O salto é executado com dois pés no trampolim e com as duas mãos sobre o cavalo. É o aparelho que costuma ter as maiores notas e é o único em que os atletas fazem duas apresentações na final – elas são somadas e divididas por dois.
Solo: disputado num quadrado de 12 m de largura. Os homens têm até 70 s para fazer sua apresentação, enquanto as mulheres, que são obrigadas a fazer seus movimentos sincronizados com a música, podem executar a série em até 90 s.
Trave: disputada só no feminino, tem apenas 10 cm de largura, 5 m de comprimento e 70 cm de altura. É considerado o aparelho mais difícil.

Créditos: Adalberto Leister Filho, Karina Rodrigues e Guilherme Costa, do Núcleo Olímpico da TV Record