Esportes

  • -A
  • +A
ATLETISMO

Atletismo

O atletismo é o esporte mais tradicional do programa olímpico. Disputado desde a primeira edição, atualmente distribui 47 medalhas de ouro, 24 entre os homens e 23 entre as mulheres.

As provas são divididas em:
• Campo (saltos e arremessos)
• Pista (corridas com e sem obstáculos e revezamento)
• Rua (maratona e marcha)
• Combinadas (decatlo e heptatlo)

Provas de velocidade
As provas de velocidade são: 100 m, 200 m e 400 m, 100 m com barreiras (feminino), 110 m com barreiras (masculino), 400 m com barreiras e revezamentos 4 x 100 m e 4 x 400 m.

As disputas individuais são divididas em fases eliminatórias, semifinal e final, enquanto os revezamentos já têm início na semifinal. São séries compostas por oito atletas, e a classificação para a fase seguinte pode acontecer tanto pela posição conquistada como pelo tempo obtido.

Em todas as provas citadas acima, exceção do revezamento 4 x 400 m, os atletas precisam ficar em suas raias durante todo o percurso. No 4 x 400 m, as raias são respeitadas durante a primeira volta e os primeiros 200 m da segunda volta. A partir dos 600 m, todos os atletas podem vir para o lado de dentro da pista.

Provas de meio-fundo e fundo
O meio-fundo possui duas provas, os 800 m e os 1.500 m. Já as provas de fundo em pista são os 5.000 m, os 10.000 m e os 3.000 m com obstáculos. Em nenhuma das provas citadas o atleta precisa seguir a raia de largada durante todo o percurso.

Nos primeiros metros, na maioria das vezes, os atletas precisam correr pela raia indicada, mas logo podem partir para a raia 1, por dentro, e, consequentemente, completar uma distância menor. As provas de 800 m e 1.500 m contam com eliminatórias, semifinais e finais, enquanto os 5.000 m e os 3.000 m com obstáculos têm semifinal e final, e a prova de 10.000 m, só a final.

Corridas de rua
A maratona e as marchas de 20 km e 50 km (essa última exclusiva do masculino) são disputadas na rua. Os competidores podem abandonar temporariamente a competição, desde que autorizados e supervisionados por um dos árbitros. Há também pontos estratégicos alocados a cada 5 km, onde os atletas podem pegar água e outras bebidas sem parar de correr.

As provas da marcha atlética têm duas regras principais. Os competidores precisam manter pelo menos um dos pés sempre no chão. Além disso, o joelho da perna que dá a passada não pode se flexionar até que a mesma esteja completa.

Saltos horizontais
No salto triplo e no salto em distância, existe uma eliminatória em que cada atleta pode saltar três vezes. Os 12 melhores passam para a final, disputada em outro dia. Os 12 primeiros colocados fazem outra sessão de três saltos, e os oito melhores continuam, minutos depois, a competição com o direito de saltar mais três vezes. Ganha aquele que conseguir o melhor resultado na final, ou seja, entre os últimos seis saltos. Em caso de empate, ganha quem fez a melhor marca primeiro.

Saltos verticais
No salto com vara e no salto em altura, cada atleta tem três tentativas de ultrapassar o sarrafo em cada uma das alturas. A primeira altura é definida pelos juízes e, a cada rodada, é aumentada em 5 cm, no caso do salto com vara, e 3 cm, no salto em altura.

A melhor tentativa bem-sucedida do atleta é seu resultado final. Se houver empate, a decisão ocorre no número de saltos que cada competidor precisou para ultrapassar a marca. Se persistir o empate, são computados os erros cometidos durante a prova. Caso seja mantida a igualdade, os atletas recebem a mesma medalha, a não ser que a disputa seja pelo ouro. Neste caso, há um salto adicional.

Créditos: Adalberto Leister Filho, Karina Rodrigues e Guilherme Costa, do Núcleo Olímpico da TV Record